Consulta médica pela internet sem sair de casa

O mundo virtual chegou nos consultórios médicos que já alguns faziam consultas médicas pela internet, via Twitter, Facebook ou outra rede social.

O Conselho Federal de Medicina achou que consultar sem a presença do paciente usando a internet ou por telefone não é legal e nem ético, por isso, baixou uma resolução proibindo a prática e impondo sanções para médicos que usem a rede social para emitir uma consulta, atestados, fichas, boletins e outros documentos tando do serviço público, quando do privado conforme consta no documento nº 1.974/2011.

“Neste caso, o objetivo do Conselho é impedir que os pacientes sejam induzidos ao erro de acreditar que o médico tem qualificação extra em sua especialidade ou que está habilitado a atuar em outra área”

Segundo o relator da nova resolução e conselheiro Emmanuel Fortes, “A resolução foi detalhada para que haja uma compreensão mais fácil pelos profissionais e para que os conselhos de medicina disponham de critérios objetivos para orientar os médicos e coibir as infrações. Os anexos da resolução compõem um manual de uso. A norma valoriza o profissional, defende o decoro e oferece mais segurança para a população”.

Veja mais sobre o assundo no site do CFM Conselho Federal de Medicina.

 

 

Compartilhe no Facebook

Leave A Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *