Drenagem nos estádios brasileiros

Mesmo sob forte chuva, Corinthians e Flamengo entraram em campo ontem pelas oitavas de final da Libertadores da América. O “Duelo das Multidões”, como foi chamado por alguns meios de comunicação, terminou com o Flamengo vencendo com um gol de pênalti, batido por Adriano. Ambos os lados receberam sua dose de críticas.

No lado paulista, Ronaldo foi cobrado devido a sua fraca atuação. Já os cariocas, tiveram uma semana pré-jogo tumultuada com direito a demissão de técnico e vice de futebol. Agora o Flamengo joga na semana que vem necessitando de apenas um empate para passar para a próxima fase.

Já na Europa, o Barcelona, mesmo vencendo por 1 a 0 a Inter de Milão, não foi a final da Liga dos Campeões. No entanto, é preciso destacar o fato que nossos estádios sequer se comparam aos europeus. Para comprovar isso, basta analisar o sistema de drenagem do gramado. Ontem no Maracanã se viu um campo inundado onde mal se podia correr com a bola nos pés.

Faltam aproximadamente 4 anos para a Copa do mundo aqui no Brasil e alguns estádios sequer tem um sistema de drenagem decente – drenagem ruim também existe no estádio do Palmeiras. Agora imagina que feio ficaria se isso acontecesse em algum jogo importante de Copa do Mundo… Torcemos – e, se lembrarmos, cobraremos – para que os responsáveis comecem logo essas reformas.

Compartilhe no Facebook

Leave A Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *